6 de dez de 2011

O AJUSTAMENTO CONJUGAL

Textos Bíblicos: Dt. 24.5; Gn. 26.8; Ct. 7.11-13 INTRODUÇÃO: O ajustamento conjugal é muito importante na vida do casal, pois ele fortalece os laços conjugais, levando a um nível muito elevado diante de Deus. 1. OS 2 LADOS DE UM CASAMENTO a) O LADO HUMANO………… Pv. 18.22 “O que acha uma esposa…” b) O LADO DIVINO…………… Pv. 19.14 “Do Senhor vem a mulher prudente.” 2. O CONCEITO DE CASAMENTO Casamento é a celebração do matrimônio que poderá ser civilmente ou religiosamente. O matrimônio é uma instituição social de origem divina, fundado diretamente por Deus, no principio da raça humana, para dar origem e sustentação da família. Deus mesmo proveu o primeiro casamento – Gn. 2.18,22-24… Assim podemos vê-lo sobre 4 aspectos: 1. Individualmente…………… uma escolha 2. Socialmente ……………….. um contrato 3. Psicologicamente………….. uma mudança de vida 4. Espiritualmente…………….. uma aliança diante de Deus – Ml. 2.14 3. ALGUMAS OBSERVAÇÕES IMPORTANTES 3.1 No momento do casamento não existe “marido pronto” nem “esposa pronta”; 3.2 Noivos e noivas vem de universos sociais diferentes, as vezes trazem consigo traumas que geram problemas no casamento; 3.3 Nunca se ouviu falar de um garimpeiro ter encontrado um diamante lapidado, pronto. O casamento não é exceção. 4. O AJUSTE CONJUGAL a) Quase sempre abandonado pelos casais: - Por ignorância do que é o casamento; - Por desleixo; - Por desinteresse dos dois em melhorar o casamento; - Por desprezo ao casamento; - Por excesso de confiança; - Com a desculpa de que eu sou assim mesmo. b) O ajuste conjugal não ocorre na lua de mel, especialmente a parte sexual; esta leva um bom tempo para ajustar-se; c) O ajuste conjugal na Bíblia – Dt. 24.5; d) O ajustamento conjugal não é obra do acaso, o casal que não cuidar disso nunca terá; e) O ajustamento conjugal significa cada cônjuge agir sempre em termos de: nós e nosso, e não eu e meu, tanto da parte do marido, como da parte da esposa – vide Ct. 2.17 f) O ajustamento conjugal é a adaptação de um cônjuge ao outro, por amor, na nova forma de vida, que é o casamento. 5. FATORES DE AJUSTAMENTO CONJUGAL 5.1 Amor pleno e mútuo dos dois (predominantemente afetivo); 5.2 Maturidade em geral; 5.3 Conhecimento + compreensão um do outro; 5.4 Tolerância + paciência + gentileza recíproca entre os dois; 5.5 Tempo reservado pelos dois para tratarem de assuntos; 5.6 Responsabilidade em geral; 5.7 Dedicação a Deus da parte dos dois; 5.8 Boa saúde física, emocional, mental e espiritual; 5.9 O ambiente se é de calma ou de agitação. 6. ÁREAS DA VIDA CONJUGAL QUE DEVE OCORRER O AJUSTAMENTO 6.1 Área amorosa; 6.2 Área social; 6.3 Área psicológica (conhecendo da psicologia feminina e masculina); 6.4 Área espiritual (Obs.: imaturidade espiritual natural – é a do crente novo convertido; “imaturidade espiritual retardada é a do crente carnal”; “imaturidade espiritual crônica é a do crente sempre carnal e frio”); 6.5 Área sexual. 7- RELAÇÂO SEXUAL NO CONTEXTO DO CASAMENTO Pontos de conhecimento básicos sobre diferenças afetivio-sexuais entre homem e mulher: 7.1 O homem é tendente ao amor estético e a mulher ao ético; 7.2 O homem é tendente ao amor quantitativo (instintivo, passageiro), a mulher ao qualitativo (afetivo que dura); 7.3 O homem é tendente a querer o corpo dela e depois a pessoas dela, e a mulher a pessoa dele, depois ele; 7.4 O homem é estimulado pelo que vê, a mulher pelo o que ouve; 7.5 Para o homem o ato sexual é o prazer corporal somático, físico e localizado, e para a mulher é um prazer emotivo, em todo o seu corpo; 7.6 O homem precisa de sexo para se manter vivo no casamento, e a mulher precisa de carinho, companheirismo, segurança, estabilidade e sexo. NOTA IMPORTANTE: Para o homem e a mulher, o ato sexual satisfaz o instinto sexual, aumenta o amor um pelo outro, reduz tensões no lar, proporciona experiência íntima no casamento. 8. CONSELHOS PRÁTICOS 8.1 Nunca seja egoísta, pense na realização do cônjuge; 8.2 Elimine os complexos através da oração e compreensão; 8.3 Lembre-se: o cansaço por ser causa do fracasso; 8.4 Desenvolva uma comunicação franca nessa área; 8.5 Procure não praticar o ato com tensão ou problema; 8.6 Reserve tempo para realização do ato; 8.7 Mantenha privacidade; 8.8 O asseio para o ato é fundamental; 8.9 A preocupação com possível gravidez pode ser a causa da baixa qualidade da relação sexual; 8.10 Nunca tenha sexo como obrigação; deve ser espontâneo. LEMBRE-SE: O sexo é a música do matrimônio, quanto mais os músicos tocarem, mais habilidosos vão ficando, então nunca deixe de tocar a música da sexualidade no casamento, pois enquanto houver música, haverá alegria e vida conjugal feliz. . CONCLUSÃO: Deus abençoe cada casal, para louvor de sua glória, com toda sorte de bençãos em Cristo Jesus, a quem pertence Toda Honra e Toda a Glória, não só agora, como no dia da Eternidade! JOSÉ CARLOS ALEXANDRE, Pr. Ministro do Evangelho, chamado por Deus Pela Graça de Cristo “Ao Rei consagro o que compus…” Sl.45.1

Um comentário: