24 de jun de 2009

A PESSOA DO ESPÍRITO SANTO

QUEM É O ESPÍRITO SANTO ?
Ele é o consolador – Jo. 16.7
Ele é Deus – At. 5.4
Ele é uma pessoa – At. 5.3
é uma pessoa porque pensa – Rm. 8.27
é uma pessoa porque tem vontade – I Co. 12.11
é uma pessoa porque fala – At. 13.1.3
Todas essas coisas são características de uma pessoa. O Espírito é uma pessoa divina.
NOMES DO ESPÍRITO SANTO
Espírito Santo – Sl. 51.11; Rm. 14.17
Espírito de Deus – Gn. 41.38; I Jo. 4.2
Espírito do Senhor – I Sm. 10.6
Espírito de Cristo – I Ped. 1.11
Espírito do Senhor Jeová – Is. 61.1
CUIDADOS QUE DEVEMOS TOMAR EM RELAÇÃO AO ESPÍRITO SANTO
Cuidado para não entristecê-lo – Ef. 4.30
Cuidado para não resisti-lo – At. 7.51: 11.17-18
Cuidado para não extingui-lo – I Ts. 5.19
Cuidado para não envergonha-lo – Is. 63.10
NOSSA DEPENDÊNCIA PARA COM O ESPÍRITO SANTO
Dependemos dele para orar – Rm. 8.26,27; Jd.20
Dependemos dele para pregar – At. 2.37-41; 1.8
Dependemos dele para vencer – Jz. 14.6-19
Dependemos dele em tudo – Jo. 14.26
TODO CRENTE PRECISA DEIXAR O ESPÍRITO OPERAR
Na sua vida – produzindo transformação - I Sm 10.6
Pela sua vida – dando fortalecimento espiritual – Ef. 3.16
Através da sua vida – capacitando-o para o trabalho do Senhor – At.1.8; I Ts. 1.5
A LIDERANÇA DO ESPÍRITO SANTO
6.1 - Ele controla o crente – At. 10.19,20
6.2 - Ele guia o crente – Jo. 16.13
6.3 - Ele escolhe o campo de operação – At. 16.6
6.4 - Ele orienta o crente – At. 8.29
AS OBRAS DO ESPÍRITO SANTO
Ele opera o novo nascimento – Jo.3.5-8
Ele regenera o pecador – Tt. 3.5,7
Ele transforma o homem – I Sm. 10.6
Ele Santifica o crente – Rm. 15.16
Ele convence o homem de seus pecados – Jo. 16.8
OS ATRIBUTOS DOS ESPÍRITO SANTO
Eternidade – Hb. 9.14
Onipresença – Sl. 139.7-10
Onipotência – Lc. 1.35
Onisciência – I Co. 2.10
OS SIMBOLOS DO ESPÍRITO SANTO
9.1 – FOGO (Lc. 3.16)
O fogo, como símbolo do Espírito representa a purificação e fala de sua grande força em relação as diversas maneiras de sua operação em corrigir os defeitos da nossa natureza decaída.
Vejamos a finalidade do fogo:
9.1.1. O FOGO CONSOME
O fogo consome o que é combustível – “madeira, palha, e feno” (I Co.3.13-15). Isso fala de material espúrio, usado para fazer a obra de Deus, é o trabalho feito com aquilo que é falso, o Espírito é contra tudo aquilo que é falso, tudo aquilo que não é feito para glória de Deus.
9.1.2. O FOGO LIMPA
Somente o fogo tem o poder de tirar a escória de diferentes metais. O fogo é, portanto, símbolo do poder purificador do Espírito. Aquilo que não pode ser definido e expurgado pela santidade do Espírito é destruído pelo fogo (Is.6.1-7)
9.1.3. O FOGO DERRETE
Há materiais que se derretem em contato com o fogo, como a cera e outros. O fogo do Espírito derrete os corações endurecidos. – cf. At. 2.37
9.1.4. O FOGO ENDURECE
Praticamente o mesmo fogo que amolece a cera endurece o barro. O ferreiro leva o aço ao fogo para amolecer e para torná-lo mais duro. O Espírito torna o crente mais brando e também mais resistente contra as adversidades que terá pela frente – cf. At. 20.23,24
9.1.5. O FOGO AQUECE
O Espírito, qual fogo, torna a nossa alma abrasada por uma ardente paixão e zelo por Deus e seu serviço – cf. Lc. 24.32,33
POMBA
“ Vi o Espírito de Deus, descendo como pomba e vindo sobre Ele” – cf. Mt.3.16, A pomba é simples – Mt. 10.16b; o Espírito também é simples, tal simplicidade ilustra a sua beleza e delicadeza. O crente guiado pelo Espírito tem a simplicidade das pombas, não procura salienta sua pessoa ou suas habilidades, porém dá toda honra e glória a Deus que tudo nos dar.
VENTO
Jesus disse: O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes donde vem e nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito (Jo. 3.8).
Os hebreu não indicavam com rigor a direção dos ventos, como hoje se faz; contudo reconheciam quatro ventos: o do oriente, o do ocidente, o do norte e do sul – (Jr.49.36;Ez.37.9;Ap.7.1).
A Bíblia diz que o Espírito veio dos 4 ventos e soprou sobre os ossos secos e eles reviveram – cf. Ez. 37.9,10.
Pelo sopro do Espírito Santo o pecador se convence do seu pecado e aceita Cristo como Salvador, e o crente vence o pecado e se aproxima de Deus.
O vento é o ar em movimento, na criação o Espírito se movia sobre a face das águas – cf. Gn. 1.2;
o Espírito Santo movimenta a igreja através de seu sopro de poder – cf. At.4.31.
Outra coisa podemos constatar no vento, é que o mesma sopra em todas as direções.
Da mesma forma o Espírito age de muitas maneiras. No dia de pentecostes o Espírito veio sobre os discípulos como um vento impetuoso – cf. At.2.2
SELO
O selo testifica um direito de propriedade ou a autenticidade de um documento.
Entre os hebreus, na compra e venda de casas ou campos, era exigido o selo no translado da propriedade.
O simples selo do comprador num documento garantia-lhe posse da propriedade – cf. Jr.32.8-15,44;
selar significa dar segurança.
O ato de colocar o selo somente poderia ser realizado pelo dono do objeto ou da propriedade, a fim de dar-lhe segurança.
A Bíblia diz que nós somos propriedades de Deus, por isso Ele mesmo nos selou com o seu Espírito para o dia da redenção – cf. Ef.1.13; II Co. 1.22.
O selo também servia para tornar conhecido ou identificado aquilo que era selado.
As Escrituras diz que Deus conhece os que são seus, porque sobre estes há o selo do seu Espírito – cf. II Tm. 2.19
ÓLEO
O óleo era usado entre os antigos hebreus, era em geral fabricado dos frutos das oliveiras, que amadurecem no outono.
Era o mesmo azeite usado para ungir a tenda da congregação, os objetos sagrados e os sacerdotes para realizarem o seu serviço.
Com esta unção eram considerados santificados – Êx. 30.25-30.
Nas Escrituras, o óleo aparece com um dos símbolos do Espírito Santo – cf. Zc.4.2-6 .
e nos fala de unção. Jesus foi ungido pelo Espírito Santo – cf. Is.6.1; Lc.4.18 , o crente em Jesus tem a unção do Santo e sabe todas as coisas – cf. I Jo. 2.20.
13.13.1 – APLICAÇÃO SIMBÓLICA DO ÓLEO (AZEITE)
a) Azeite na orelha (Lv .14.17) – preparo para ouvir a voz de Deus. “Quem tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas” (Ap.2.17). “Fala Senhor que o teu servo ouve”.
b) Azeite na mão (Lv. 14.17) – habilitação para o trabalho do Senhor. “Não é por força nem por violência, mas pelo meu Espírito, diz o Senhor do Exércitos – cf. Zc. 4.6
c) Azeite no pé (Lv. 14.17) – Fala de um andar santo. Andai no Espírito e não cumprireis a vontade da carne – cf Gl. 5.16
d) Azeite no rosto (Sl 104.15) – Brilho da presença de Deus e alegria espiritual que desfruta o crente em Cristo . “Com o rosto desvendado... somos transformados de glória em glória...pelo Espírito”- cf. 2 Co. 3.18
e) Azeite em outras vasilhas (2Rs 4.4-6) – bênçãos para outras pessoas – Rm. 1.16; 5.5; I Jo.3.16.
f) Azeite nas feridas (Lc.10.34) – símbolo de restauração pelo Espírito Santo do Senhor – cf. Lc.4.18
Vale a pena lembrar que era extremamente proibido fabricar outro óleo com a mesma composição (Êx. 30.33). Ninguém pode imitar o Espírito Santo.
Da mesma forma era proibido usar o óleo para fins alheios ao serviço sagrado (Êx. 30.25-31).
O Espírito Santo opera exclusivamente para a glória do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, pois o seu ministério aqui é esse, o de glorificar a Cristo.
Pr. José Carlos Alexandre

Um comentário:

  1. Esse estudo está uma benção.
    Que DEUS continue te abençoando mais e mais pastor.

    ResponderExcluir